Com o Cartão do Cliente, você tem acesso a um mundo de possibilidades, além de descontos na programação e atividades do Sesc em Minas.

Tenha acesso a um mundo de possibilidades!

VI Mostra Sesc de Cinema anuncia selecionados em Minas Gerais

Publicado em 18 de out de 2023 às 16:48   |   Atualizado em 18 de out de 2023 às 16:48

Uma das principais iniciativas de incentivo ao cinema independente no Brasil, a Mostra Sesc de Cinema anunciou os selecionados para a sua 6ª edição. No total, 34 produções (10 longas-metragens, um média e 23 curtas) comporão a mostra nacional, sendo 10 delas referentes ao Panorama Infanto-Juvenil. Os filmes serão licenciados pelo período de um ano e estarão disponíveis ao público a partir de novembro, quando será realizada a cerimônia de lançamento da VI MSDC, no Rio de Janeiro.

Nesta edição, foram registradas 1.575 inscrições e selecionados 343 filmes nas etapas estaduais, regional e nacional, sendo 206 de cineastas homens e 137 dirigidos por mulheres. O circuito intitulado Panorama Nacional traz a produção de cada um dos 23 estados participantes e do Distrito Federal, além de uma mostra voltada exclusivamente à infância e à juventude. As obras foram avaliadas por comissões estaduais formadas por profissionais do Sesc e especialistas convidados.

O representante de Minas Gerais no circuito Panorama Nacional é o documentário em longa-metragem “Filme de Luta – histórias de ocupações urbanas em Belo Horizonte”, cuja direção é assinada pela Comissão de Comunicação e Cultura do MLB-MG (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas). A produção expõe a realidade da população que milita pelo direito à moradia na capital mineira.

No circuito Panorama Infanto-Juvenil Minas Gerais, houve dois filmes selecionados: os curtas “A carona fantasma”, dirigido por Ramon Faria, e “Estações de florescimento”, dirigido por Breno da Silveira Souza.

Panorama Estadual Minas Gerais

A VI Mostra Sesc de Cinema ainda inclui o circuito Panorama Estadual, dedicado a celebrar a produção de cada estado. Em Minas Gerais, foram 25 filmes, que apresentaram um recorte especial do audiovisual mineiro contemporâneo. Entre eles, “Ramal”, dirigido por Higor Gomes, sagrou-se vencedor. O filme conta a história de jovens da Região Metropolitana de Belo Horizonte e suas motocicletas.

Confira os demais filmes do Panorama Estadual Minas Gerais:

A brisa que trouxe 

Direção: Gustavo Koncht

A escuta de Angelus 

Direção: Lucas Antônio P. Morais

A loja que não vende nada 

Direção: Marco Antonio Pereira

A última vez que saímos do armário 

Direção: Bruno Tadeu

Abandono 

Direção: Gabriel Ferreira de Souza

Armarinho 

Direção: Aracy Camila Matos

Camaco 

Direção: Breno Alvarenga

Com amor, Andrade 

Direção: Ítallo Vieira

Encontro 

Direção: Rafael Brandão

Enquadro 

Direção: Gabriel Dôco, Lucas Shin-iti, Luísa Martins e Yari Delgado

Lapso 

Direção: Caroline Cavalcanti

Margaridas amarelas 

Direção: Caio Scovino

Morro do cemitério 

Direção: Rodrigo R. Meireles

No início do mundo 

Direção: Gabriel Marcos

Nunca pensei que seria assim 

Direção: Meibe Rodrigues

O cangaceiro da moviola

Direção: Luís Rocha Melo

Piranga, o herói taciturno 

Direção: Mônica Veiga e Daniel Couto

Quando uma palavra nasce 

Direção: Valber Rodrigues e Walter de Andrade

Reservado 

Direção: Ana Amélia Arantes

Temos muito tempo para envelhecer 

Direção: Bruna Schelb Corrêa

Tiro de misericórdia 

Direção: Augusto Barros

Trago notícias de Fernando 

Direção: Jáder Barreto Lima

Vertigem 

Direção: Leonardo Rocha

Xeque-mate 

Direção: Bruna Piantino

 

Mais sobre a VI Mostra Sesc de Cinema

Entre os filmes que compõem a mostra nacional, destacam-se “Infantaria”, dirigido por Laís Santos Araújo, vencedor do Prêmio Especial de Melhor Curta-Metragem da Mostra Geração 14Plus, do Festival de Berlim e do Grande Prêmio do 32ª Festival Internacional de Curtas do Rio; “Máquina do desejo”, dos diretores Joaquim Castro e Lucas Weglinski, sobre o Teatro Oficina e a trajetória do seu criador, o dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa; “Itinerário de cicatrizes”, com direção de Gloria Albues, um retrato da grande queimada ocorrida no Pantanal mato-grossense em 2020; “Primo da Cruz”, documentário dirigido por Alexis Zelensky sobre um ex-presidiário que se tornou um talentoso pintor após 10 anos de reclusão; e o documentário “Cordelina”, do diretor Jaime Guimarães, premiado como melhor filme no Festival Aruanda 2022 – na história, um road movie acompanha o percurso de uma boneca gigante pelo sertão da Paraíba e de Pernambuco.

“O trabalho do Sesc na área de cultura tem entre seus objetivos incentivar a produção artística brasileira e seus novos talentos. O volume de obras inscritas na Mostra Sesc de Cinema comprova o quanto nosso audiovisual é rico.  Tornar democrático o acesso à cultura é papel fundamental do Sesc. Queremos também valorizar os profissionais deste importante setor da economia criativa”, disse a Diretora de Programas Sociais do Departamento Nacional do Sesc, Janaína Cunha.

Confira no site  www.sesc.com.br/mostradecinema os filmes selecionados de todo o Brasil.


Acontece

Cultura Julia Guedes
Cultura A Falecida
Cultura As Madalenas
Carregar mais